A arquitetura modernista tem traços bem característicos. Com o uso de pilotis, planta livre e janelas em fita, este movimento foi responsável por grandes edifícios no país, como o Copan, em São Paulo, e a Catedral de Brasília. Em Natal, este estilo de construção também foi representado em casas e prédios institucionais.

Com o objetivo de reunir os principais ícones do modernismo na capital potiguar, a mestranda de Arquitetura da UFRN, Maria Heloísa Alves, decidiu desenvolveu um projeto de pesquisa junto com a orientadora Edja Trigueiro, da Base de Pesquisa Morfologia e Usos da Arquitetura (Musa).

Há quatro anos no grupo, Maria Heloísa pesquisou 54 prédios, entre eles residenciais e institucionais, como o Cine Nordeste e o Cine Rio Grande, ambos no centro da cidade. A partir disso, buscou fotos do arquivo da própria  base – compiladas desde 1990 – para comparar a ação do tempo que esses exemplos modernos vêm sofrendo pela ação do mercado imobiliário e pela ignorância da população.

“Precisamos conscientizar a população sobre o valor dessa arquitetura, pois essa foi a primeira vez que o Brasil se destacou no mundo pela qualidade do que aqui se estava produzindo”, disse a mestranda.

Com os prédios catalogados e as imagens de arquivo, a jovem tirou fotos comparando o estado dos prédios em intervalos que chegam a 50 anos. “Precisamos conscientizar a população sobre o valor dessa arquitetura, pois essa foi a primeira vez que o Brasil se destacou no mundo pela qualidade do que aqui se estava produzindo”

Mais informações da pesquisa, junto com outras fotos do arquivo da Musa, você pode encontrar no site oficial da pesquisa.

de3220_8ea9ae483f894c61adc99585b95f3343
Casa localizada na rua Açu em 2016 e no início dos anos 2000.
de3220_3c0ca287cb534763b39f3bd84676b161
Cine nordeste atualmente e na década de 60.
de3220_dbe13bd81ea5416a984f8ffcfedb9812
Casa na Av. Afonso Pena hoje em dia e em 2004
de3220_c199496349ed4866ae731ae9202a3dda1
Cine Rio Grande em 2016 e há mais de cinquenta anos
de3220_ce092321d797455da4c0d545ed826f9f
Ipase, localizado no bairro da Ribeira, neste ano e em 1960. Fotos: Maria Heloísa.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s