Um novo Canguleiro

A partir desta segunda-feira o projeto passa por uma reestruturação da linha editoral e do formato, trazendo novidades e trabalhos originais.

Incentivar a cultura potiguar. Há treze meses, nós do O Canguleiro trabalhamos para colocar em prática esse lema através da informação. Foram reportagens, artigos e críticas sobre literatura, música, gastronomia e outros temas ligados à expressão do povo da nossa terra. Acreditamos que nossa cidade e nosso estado produz cultura de qualidade, que deve ser valorizada por todos e precisa ser exposta.

Nos últimos dias, estamos cada vez mais ligados à arte potiguar, mas de uma outra maneira: produzindo. Nosso projeto #DesenhandoNatal foi selecionado para fazer parte da mostra do Salão de Artes Dorian Gray, na Pinacoteca do Estado, ganhando espaço e repercussão, inclusive, nos meios de comunicação. Outro projeto seriado, o #MaisUmPonto, traz semanalmente minicontos sobre o cotidiano da nossa cidade, sempre atrelando ilustração e literatura.

Por isso, nesse segundo semestre do ano, O Canguleiro focará na produção de conteúdo original, como crônicas, contos e poemas. Agora com dia específico para a publicação: segundas e quartas-feiras. Esse trabalho será atrelado às nossas redes sociais, como o Instagram e o Facebook.

O site também sofrerá mudanças no layout. O formato revista, com matérias em destaque no topo da página, dá lugar a postagens hierarquizadas de acordo com a data de publicação. Com cara de blog, criamos um ambiente mais leve e mais informal, que casa com a proposta de trazer textos mais literários.

O lado informativo, porém, não será abandonado totalmente. Vamos trazer as principais notícias sobre cultura potiguar através da nossa Newsletter semanal, que você pode assinar aqui.

Continuaremos, assim, a incentivar a nossa cultura e nossa expressão. Porém, muito mais ligada à elas. Esse é o novo O Canguleiro, acreditando sempre no poder do povo potiguar e sua capacidade de criar cultura de qualidade.

Anúncios

Conheça a Re-comendo! Prazer, só no prato

Com o objetivo de falar abertamente sobre gastronomia, vamos estrear, aqui n’o Canguleiro, a Re-comendo. O amor pela boa culinária e o vício em conhecer novos sabores nos motivou a essa parceria. Então, estaremos por aqui, a cada quinze dias, para conversarmos sobre os restaurantes, especialidades culinárias, festivais gastronômicos e comidas de rua também. Nossas indicações serão, principalmente, daqui de Natal, mas isso não nos limita a falar de pratos e estabelecimentos de outros locais. Contudo, apesar de a comida ser nosso foco, não falaremos só dela. Levaremos em consideração valores, disponibilidades de horários, serviço, ambiente e atendimento.

giphy

Para a alegria geral dos natalenses e turistas, nossa cidade tem expandido bastante suas linhas de variedades gastronômicas. Nós, da Re-comendo, consideramos um “programão” sair para um simples café com os amigos, um almoço com a família… e também sozinhas, pois uma boa refeição ou lanche pode transformar momentos solitários em uns bem satisfatórios.

Nos últimos tempos, observamos que, além de novos restaurantes e foodtrucks, a Cidade do Sol também tem contado com vários blogs e sites de gastronomia que nós, particularmente, adoramos. Sendo assim, nos aliaremos a esses companheiros de garfo com uma abordagem diferente, proporcionando a todos vocês vários focos complementares a respeito das delícias de Natal.

Por isso, funcionaremos com as seguintes retrancas:

Comer, postar e indicar – essa é a nossa parte de comentários e críticas sobre os estabelecimentos e seus produtos. Vamos experimentar e contar para vocês o que encontramos de bom (e de ruim também, tá?).

Batalha de talheres – visitaremos estabelecimentos fixos e de rua que sejam da mesma área e daremos nossa opinião a respeito do vencedor para que você possa fazer a melhor escolha na hora de sair.

No fundo do tacho – aqui nós iremos a fundo nos assuntos da gastronomia de forma geral. Traremos curiosidades e reportagens sobre diferentes pratos, refeiçoes e costumes.

Dessa maneira, esperamos contar com sua companhia em nossas aventuras gastronômicas. Saborear uma iguaria feita com esmero, paixão, com produtos de qualidade, sendo bem atendido e com atenção… pode suavizar qualquer semana estressante, não é mesmo? Afinal, não tem tempo ruim para um bom prato.

giphy1
Já deu fome aqui…

Eu sou Canguleiro

No século XVIII, os moradores de Natal eram divididos entre os bairros da Cidade Alta e da Ribeira. Quem vivia nas imediações da igreja matriz, era chamado de “xaria”, que significava comedor de xaréu, um peixe de alto valor econômico; por outro lado, quem crescia perto do porto era apelidado de canguleiro, comedor de cangulo, peixe barato encontrado facilmente nas feiras. Após anos, a cidade cresceu e os apelidos foram sendo inutilizados. Mesmo assim, os dois bairros antigos representam, hoje, o berço da cultura e da história natalense.

h-1
Foto da Revista Life mostra o bairro da Ribeira em 1941

Se o primeiro deles é lugar do atual comércio natalense, o segundo se mantem como região boêmica e cultural da cidade. É na Ribeira onde ficam a maioria dos teatros, bares e grupos que buscam produzir cultura genuinamente potiguar. Dessa forma, temos o objetivo de reviver o termo “Canguleiro”, mas desta vez com a ousadia de resignificar a palavra.

É canguleiro quem incentiva e admira a cultura potiguar, quem está dia após dia tentando conseguir viver de sua arte e quem busca, de qualquer maneira, se sentir mais próximo e identificado com a terra em que vive.

Da mesma forma que o recifense tem amor pelo Pernambuco e o carioca pelo Rio de Janeiro. É comedor de cangulo aquele que tem orgulho de ser da Ribeira, de Natal.

Conteúdo Potiguar

Vamos trazer pra vocês histórias e notícias que envolvam cultura, cidadania e entretenimento. Quadros semanais pretendem resgatar os artistas do passado e também os atuais. Contaremos com colunas de diversos temas, como gastronomia, música e crônicas.

Além disso, o nosso Instagram e o Facebook continuará com as fotos dos seguidores e os desenhos semanais. Siga a gente nessas redes sociais para receber todo o conteúdo preparado pela equipe d’O CANGULEIRO.