Não precisa ser perfeito

O que aprendi numa exposição de arte contemporânea

Linhas, pontilhados, traços. Nada fazia sentido. Em uma das salas da exposição “Fora da Ordem”, na Pinacoteca de São Paulo, eu me perguntava a razão das pessoas olharem com tanta preocupação aqueles quadros pregados na parede. Elas pareciam entender cada detalhe das obras, como se tivesse ali um código secreto cuja mensagem eu não conseguia captar.

Exposição ‘Fora da ordem – Obras da Coleção Helga de Alv
Exposição “Fora da Ordem” na Pinacoteca de SP. Foto: Cecília Bastos/Jornal da USP

Passava, voltava, dava uma olhada novamente. Me impressionava com a origem do artista. Nossa, essa aqui veio da Espanha. Mas, para mim, nada daquilo parecia ser além de figuras abstratas sem sentido.

Nas imagens, por exemplo, procurava padrões ou elementos reconhecíveis, como um pé, uma mão ou algo que parecesse um coelho numa floresta. Até que eu me dei conta que para entender aquelas obras eu estava usando referências de design gráfico, que pra mim era tão acessível nas redes sociais.

As pinturas que eu olhava não representavam uma pessoa, uma fruta ou uma paisagem, como os desenhos de ilustradores que sigo no Instagram e que considero referências para as minhas produções. Também passavam longe daquelas da era renascentista, nada de trabalho com sombras ou pinceladas. Aquilo tudo, naquelas salas, não precisava ser perfeito. Como qualquer tipo de arte.

Algumas semanas depois, já em Natal, enquanto dava uma olhava na newsletter diária do Medium, cheguei ao artigo “Here’s why you might be afraid to live a more creative” de Thomas Oppong, em que ele fala sobre o medo de produzir das pessoas que se dizem não criativas. No texto, ele comenta que não precisamos ser perfeitos para começar algo. Isso se encaixou perfeitamente com o que eu tinha passado na Pinacoteca paulistana.

A exposição contava com diversos artistas aclamados pela crítica mundial e as obras nem sequer eram perfeitas. Quando a ficha caiu, passei a respeitar a existência das obras e a reconhecer o trabalho daqueles artistas de diversos países. Quando vi, já tinha me incorporado ao grupo de pessoas que prestavam atenção. Não para entender, mas para contemplar.

Anúncios

Salão de artes abre inscrição para exposição na Pinacoteca

A Sociedade Amigos da Pinacoteca, entidade civil sem fins lucrativos, está com inscrições abertas até o próximo dia 31 para artistas que quiserem expor trabalhos de ilustração, pintura, escultura, gravura, fotografia, arte digital, imagem em movimento e performance. A exposição faz parte do projeto “Salão Dorian Gray – Arte Potiguar”, cujo objetivo é fomentar a produção artística da cidade.

12039689_753604038110303_5173860604264793187_n

As obras selecionadas vão passar por três cidades do estado e estarão disponíveis para a venda. Cada candidato poderá inscrever três obras. O formulário está disponível nesse link e deverá ser enviado para o email amigosdapinacoteca@gmail.com até a próxima quinta feira, junto com as cópias do CPF, do RG e três fotos em alta resolução das obras. Representantes dos artistas deverão encaminhar também um documento de procuração.

Para mais informações, acesse o edital da chamada aqui.

 

 

Galeria de arte da UFRN abre inscrições para exposições

Atenção artistas potiguares! O Núcleo de Arte (NAC) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte abriu inscrições para os interessados em expor na galeria, que fica no Centro de Convivência do Campus Central, entre 2016 e 2017. Os contemplados terão direito de usar o espaço por 30 dias para a exposição e mais 10 dias para montagem e desmontagem, totalizando 40 dias.

1480149a3616091324174369e39f0
O NAC fica localizado no centro de convivência da UFRN

O local já é conhecido por receber obras de diversas linguagens durante o ano todo. Então se você quiser expor o seu trabalho, basta preencher a ficha de inscrição que se encontra aqui e entregar pessoalmente na secretaria do Núcleo. Podem participar do processo de seleção expositores de todas as nacionalidades. É vetada a inscrição a membros da comissão de seleção, funcionários do NAC e pessoas que já expuseram na galeria no ano de 2015.

A data final da inscrição é 30 de abril e a seleção será realizada pela Comissão Consultiva do Núcleo e o resultado será publicado no site até maio deste ano.